Perder Peso com Dicas Simples

Algumas estratégias aprovadas por especialistas, para a perda de peso (além de dieta e exercício)

preciso emagrecer com urgencia

No o papel, parece que a perda de peso deve ser tão simples: Calorias que entram através dos alimentos; calorias que saem através da atividade. Não precisa de um doutorado em nutrição ou ciências do exercício para entender esta equação básica, e para algumas pessoas, a perda de peso segue este caminho testado e verdadeiro. Mas muitas pessoas que fazem dieta estão contra a parede, incapazes de alcançar seus objetivos de perda de peso através desta estratégia, e as pesquisas demonstram cada vez mais que uma abordagem original pode nos levar ao fracasso.

Como profissionais experientes, os nutricionistas têm um arsenal de informações pronta para usar como ponto de partida para os clientes, independentemente de seu desengate individual de peso. Mas quando estas abordagens não conseguem os resultados desejados, também podem ajudar os clientes a explorar outras vias. Falamos com vários profissionais de nutrição para saber o que funciona para a maioria das pessoas e que fatores poderiam estar atrapalhando na perda de peso. Face a estes obstáculos, como se adaptam os nutricionistas suas dicas para o indivíduo?

 

Dicas para perder peso para (quase) todos

Esteja atento.

Muitos nutricionistas começam pedindo aos clientes que fiquem atentos ao órgão com o efeito mais poderoso sobre o peso: o cérebro. “Sempre peço aos meus clientes que controlam o consumo de alimentos levando um diário dos mesmos”, diz Silvia Ferreira. “Muitas vezes me dou conta de que os meus clientes não sabem quantas refeições, lanches, petiscos ou um punhado de comida comem a cada dia.” Tomar consciência de nossa ingestão real pode ser inicialmente uma surpresa desagradável, mas pode levar a uma alimentação mais atento ao longo do dia.

Jenifer, também incentiva a alimentação consciente como estratégia geral. Comer devagar, prestar atenção aos sabores e texturas dos alimentos e procurar com freqüência a sensação de saciedade, tudo isso promove uma sensação de saciedade, mesmo quando se reduzem os tamanhos das porções. “Durante as sessões de controle de peso de acompanhamento pergunto para os pacientes se sentem satisfeitos com comer pequenas porções, e sempre dizem que sim, mas precisam emagrecer com urgência“, diz.

Janaina também educa os clientes sobre a leitura de rótulos de informação nutricional, em não saltar o pequeno almoço, e na escolha de carboidratos complexos, como grãos integrais e vegetais em vez de simples como grãos refinados e bebidas açucaradas.

 

Foque-se em proteína e fibra.

Outras nutricionistas enfatizam uma abordagem em nutrientes individuais. “Muitas vezes, o primeiro lugar que eu começo é ajudando alguém a obter proteínas adequadas ao longo do dia”, diz Paula E. Silva. “Isso pode ajudar a controlar o apetite. Segundo, estar concentrada na fibra”. Além de frear o apetite, Paula diz que a fibra ajuda a estabilizar o açúcar no sangue e melhorar a saúde gastrointestinal, fatores importantes que podem ter relação com um peso saudável. Combine boas fontes de fibras e proteínas, com opções como o feijão, lentilha e certos grãos como a quinoa e aveia.

O excesso de peso e o que você pode fazer sobre isso?

Obtenha informações específicas de calorias.
“Entrar em um déficit de calorias pode ser mais difícil do que se pensa”, diz Paula. “Nossos corpos têm várias adaptações metabólicas para evitar que percamos peso. O sexo, a idade, o microbioma e a genética parecem desempenhar um papel”.

Mas não podemos controlar o nosso gênero ou antecedentes familiares, atingir a perda de peso pode ser simplesmente uma questão de baixar (mas não baixar demais), os níveis diários de calorias para encontrar o ponto correto, já que, de acordo com Emília, “os adultos, geralmente, requerem menos calorias para satisfazer suas necessidades, e até mesmo menos calorias para perder peso”.

No que diz respeito ao cultivo de uma flora intestinal saudável, tomar um probiótico diário e consumir alimentos fermentados, como iogurte, kefir, chucrute e kimchi fazem com que o microbioma seja amigável com a perda de peso.

 

Durma melhor e trabalhe para reduzir os níveis de stress.

Quando a balança não se mexe, nutricionistas, muitas vezes tiram o foco da dieta e o exercício por completo, explorando temas de estresse e sono em seu lugar. “Tanto a falta de sono como os altos níveis de cortisol estão associados com níveis mais baixos de leptina, uma hormônio que é fundamental no metabolismo energético.”, diz Ian Mascarem. “As pessoas devem lidar com o sono e o estresse para ter sucesso na perda de peso.”

Rodolfo está de acordo: “Para alguns pacientes, nem sequer falo de comida, pois a comida não é a principal barreira para perder peso. Em vez disso, o estresse e a falta de auto-cuidado é o que lhes impede de perder peso”. Rodolfo recomenda a prática de ioga e meditação para descompactar. Quando os níveis de stress estão sob controle, o sono tende a continuar.

Ter um cuidado especial com um sono saudável também pode ajudar no processo. Tente desligar os aparelhos eletrônicos de uma hora antes de deitar-se, desenvolvendo uma rotina calma na hora de dormir, e indo dormir e acordar à mesma hora cada dia.

 

Veja mais em https://emagrecersaudavel.org/preciso-emagrecer-com-urgencia/